Ensino Médio Inovador

OBJETIVO

Contribuir para a formação de jovens críticos, criativos, inovadores, cultos, transformadores, produtivos e felizes.

PRINCÍPIOS PRIORIZADOS

  • Estrutura curricular concebida em quatro grandes áreas do conhecimento:

1.Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
2. Matemática e suas Tecnologias;
3. Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
4. Ciências Humanas e suas Tecnologias.

  •  Utilização da interdisciplinaridade e transversalidade como recursos primordiais;
  • Visão abrangente da ciência e da tecnologia;
  • Conceituação da educação como um processo contínuo de construção do conhecimento;
  • Modelo educacional com base na Aprendizagem Significativa e para o desenvolvimento de Competências e Habilidades pelos estudantes;
  • Relação permanente entre o processo educativo e os sistemas de produção.

EIXOS COGNITIVOS

Dominar Linguagens (DL) – Dominar a norma culta da Língua Portuguesa e fazer uso das linguagens matemática, artística e científica;

Compreender Fenômenos (CF) – Construir e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para a compreensão dos fenômenos naturais, de processos histórico-geográficos, da produção tecnológica e das manifestações artístico-culturais;

Entender Situações-Problemas (SP) – Selecionar, organizar, relacionar, interpretar dados e informações representados de diferente formas , para tomar decisões e enfrentar situações-problemas;

Construir Argumentações (CA) – Relacionar informações, representadas em diferentes formas, e conhecimentos disponíveis em situações concretas, para construir argumentação consistente;

Elaborar Propostas (EP) – Recorrer aos conhecimentos desenvolvidos na Escola para elaboração de propostas de intervenção solidária na realidade, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.

DIMENSÕES PARA UM CURRICULO INOVADOR

O currículo é o elemento orientador da organização do trabalho escolar, pressupondo desde o planejamento da gestão da escola até o momento destinado à coordenação das atividades pedagógicas desenvolvidas entre docentes e discentes, coerente com uma proposta educativa que deve ter as condições adequadas à sua concretização, tendo-se clareza sobre a função social da escola, percebendo-se as dinâmicas da sociedade.

A intencionalidade de uma nova organização curricular é erigir uma escola ativa e criadora, construída a partir de princípios educativos que unifiquem, na pedagogia, éthos, logos e técnos, tanto no plano metodológico quanto epistemológico. Entende-se, portanto, que o projeto políticopedagógico do Ensino Médio da Escola Virgem de Lourdes materializa-se, no processo de formação humana coletiva, o entrelaçamento entre Ciência, Tecnologia, Inovação, Cultura e Trabalho.

INICIATIVAS FUNDAMENTAIS NO FAZER PEDAGÓGICO DE UM CURRÍCULO INOVADOR

  • Valorizar as idéias originais dos alunos.
  • Não se restringir a exercícios que possibilitem apenas uma única resposta correta.

  • Criar na Escola e na sala de aula um ambiente propício ao florescimento das ideias inovadoras.
  • Encorajar os alunos a apresentarem e defenderem suas ideias.
  • Desenvolver atividades que requeiram iniciativa e espírito de solidariedade.
  • Fazer crescer a curiosidade por meio de tarefas interessantes em sala de aula.
  • Fazer perguntas desafiadoras que motivem a pensar e a raciocinar.
  • Promover um ambiente de respeito e aceitação pelas ideias.
  • Instigar a confiança em suas competências e capacidades.
  • Estimular a utilizarem as técnicas de resolução criativa de problemas.
  • Expor vários tipos de tarefas e atividades que requeiram habilidades de análise, síntese e avaliação.
  • Reconhecer que a criatividade incorpora processos e fatores motivacionais.
  • Elogiar os esforços e persistência de seus alunos.

ÁREAS DO CONHECIMENTO

Na área de Linguagens e Códigos, é fundamental que a Escola propicie aos adolescentes e jovens que nela estudam o domínio das diversas linguagens e seu papel no desenvolvimento das relações interpessoais. Isso implica reconhecer os diversos Códigos da comunicação entre esses adolescentes e jovens, mas também dotá-los das ferramentas necessárias para uma comunicação eficiente nos diversos ambientes profissionais e no convívio social, observada a tolerância, o respeito mútuo e a solidariedade.

O conhecimento da Matemática e suas Tecnologias surgiu e desenvolveu-se em diferentes culturas, ao longo da história, principalmente como resposta às necessidades de contar, medir, desenhar, planejar, localizar, explicar e julgar. Pode-se considerar a matemática como uma construção do conhecimento que trata das relações qualitativas e quantitativas do espaço e do tempo, a atividade humana que trata de padrões, resolução de problemas, raciocínio lógico. Assim , a Matemática é um modo de pensar, é um patrimônio cultural da humanidade. Uma das questões fundamentais na área educacional quando se trata do processo de ensinar e aprender Matemática na Escola é o entendimento do que são hoje as competências matemáticas essenciais a todos os cidadãos.

Na área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, o currículo escolar não poderá esquecer os conhecimentos científicos e tecnológicos que constituem a base dos diversos processos produtivos. Mas, deverá também assegurar uma postura responsável diante das dimensões macroscópicas implicadas em comportamentos de preservação do ambiente natural. Finalmente, poderá contribuir para uma vida mais saudável por parte dos indivíduos, amparada em escolhas conscientes a respeito de sua alimentação, do seu corpo em movimento, da sua sexualidade, entre outros aspectos.

As Ciências Humanas e suas Tecnologias têm um importante papel na construção da identidade pessoal do educando, referida esta identidade aos contextos sociais e culturais em que vive e atua, mas também a contextos distantes espacial e temporalmente. Os conhecimentos e as competências construídas no estudo das diversas Ciências Humanas – Geografia, História, Sociologia e Filosofia, devem permitir aos indivíduos a aquisição de uma série de ferramentas, obviamente referidas a valores, que potencializem sua inserção solidária na realidade social e cultural.

MATRIZ DE REFERÊNCIA MÍNIMA DE COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS

09 Competências
30 Habilidades

MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS

07 Competências
30 Habilidades

CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS

08 Competências
30 Habilidades

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS

06 Competências
30 Habilidades

Para ter acesso a Matriz de Referência do Ensino Médio Inovador clique aqui!

Para ter acesso a Estrutura Curricular da 1ª Série do EMI clique aqui!

Para ter acesso a Estrutura Curricular da 2ª Série do EMI clique aqui!

Para ter acesso a Estrutura Curricular da 3ª Série do EMI clique aqui!