Ensino Educação Infantil

Objetivos gerais da Educação Infantil

  • Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações;
  • Descobrir e conhecer progressivamente seu próprio corpo, suas potencialidades e seus limites, desenvolvendo e valorizando hábitos de cuidado com a própria saúde e bem-estar;
  • Estabelecer vínculos afetivos e de troca com adultos e crianças, fortalecendo sua autoestima e ampliando gradativamente suas possibilidades de comunicação e interação social;
  • Estabelecer e ampliar cada vez mais as relações sociais, aprendendo aos poucos a articular seus interesses e pontos de vista com os demais, respeitando a diversidade e desenvolvendo atitudes de ajuda e colaboração;
  • Observar e explorar o ambiente com atitude de curiosidade, percebendo-se cada vez mais como integrante, dependente e agente transformador do meio ambiente e valorizando atitudes que contribuam para sua conservação;
  • Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;
  • Utilizar as diferentes linguagens (corporal, musical, plástica, oral e escrita) ajustadas às diferentes intenções e situações de comunicação, de forma a compreender e ser compreendido, expressar suas idéias, sentimentos, necessidades e desejos e avançar no seu processo de construção de significados, enriquecendo cada vez mais sua capacidade expressiva;
  • Conhecer algumas manifestações culturais, demonstrando atitudes de interesse, respeito e participação frente a elas e valorizando a diversidade.

 

Proposta pedagógica

Nossa proposta pedagógica baseia-se nos quatro Pilares da educação.

No aprender a conhecer prioriza-se o domínio do conhecimento como forma de compreender, conhecer e descobrir o mundo prazerosamente;

O aprender a fazer sugere o desenvolvimento de habilidades;

O aprender a conviver “desenvolve o conhecimento do outro” e a “gestão inteligente dos conflitos que surgem na convivência com o outro;

O aprender a ser supõe a preparação do individuo para elaborar pensamentos autônomos e críticos;

 

Operacionalização

O trabalho na Educação Infantil está centralizado em conteúdos procedimentais devido às especificidades da faixa etária; portanto, depende muito da postura e das situações didáticas utilizadas pelo educador para que as competências infantis sejam estimuladas e as habilidades desenvolvidas.
Um elemento que merece destaque é o aspecto lúdico, tão presente e necessário no universo infantil. Uma prática pedagógica que muito favorece o referido desenvolvimento é o brincar, pois se trata de um instrumento pedagógico que atende às necessidades tanto de aprendizagem como de ensino.
Certos procedimentos se aplicam com exclusividade a um eixo de trabalho, porém, em sua maioria, assim como as atitudes a serem desenvolvidas pelas crianças, esses perpassam todas as áreas do conhecimento, em maior ou menor escala, durante certa etapa de sua aprendizagem. É nesse sentido, portanto, que o planejamento se orientar, buscando garantir a construção dos saberes próprios de cada eixo de trabalho, concomitantemente à dos que se apreendem de uma forma transversal.

 

Avaliação

Sendo a criança um sujeito histórico e de direitos que, nas interações, relações e práticas cotidianas que vivencia, constrói sua identidade pessoal e coletiva, brinca, imagina, fantasia, deseja, aprende, observa, experimenta, narra, questiona e constrói sentidos sobre a natureza e a sociedade, produzindo cultura, a avaliação na Educação Infantil desenvolve nessa perspectiva procedimentos para acompanhar o desenvolvimento das crianças através da observação das atividades, brincadeiras e interações das mesmas no cotidiano, utilizando registros por meio de relatórios, fotografias, desenhos e álbuns de atividades.